A EAEO Records salvou e remasterizou toda a discografia do Cólera

Selo entregou os direitos nas mãos da banda e já anunciou os primeiros vinis do apanhado.

|
jul 21 2016, 12:00pm


Divulgação

O pessoal da EAEO Records acaba de concretizar um bonito trabalho de recuperação da história do punk nacional. Durante muito tempo pulverizada em prensagens esporádicas e de qualidade irregular, a discografia do Cólera foi totalmente remasterizada. O produto do esforço de um ano inteiro logo estará disponível em todas as plataformas de streaming. Dos 14 álbuns, 11 eram de direito da Devil Discos. A EAEO, que já tinha contrato de exclusividade com o Cólera, negociou tudo e passou os direitos para o grupo.

“A gente achou melhor deixar no nome deles porque é uma obra de 37 anos e não tem que ficar na mão de ninguém, tem que ficar com eles”, declara João Noronha, da EAEO. A grande maioria das remasterizações ficou no encargo do Arthur Joly, da Reco Head. Outras, com o Fernando Sanches, do El Rocha, como o Sub e o Lira 20 Anos, que já haviam saído pela Nada Nada Discos, e o Pela Paz em Todo Mundo.

O processo de recuperação foi meio osso, segundo ele: “Eu peguei as másters em fita com o Chicão [da Devil], né. E o Joly tem bastante conhecimento de fita. Algumas coisas estavam um pouco mofadas, tinha que dar um trato. Muita fita não vinha com anotação do que era. Teve o trabalho do Joly pegar e emendar as fitas, algumas estavam soltando...”.

As artes dos álbuns também foram reproduzidas dos originais. Por enquanto, a versão física, em vinil, dessa discografia, foi confirmada para os três álbuns que nunca saíram no formato: Deixe a Terra em Paz! (duplo, em vinil branco, vermelho, preto e preto com branco), Primeiros Sintomas (vinil preto e vermelho) e Caos Mental Geral (180g, vinil branco).

Serão 500 cópias de cada disco, que já estão em processo de prensagem em Londres, na Curved Pressings. Mas os planos do selo são de ir soltando aos poucos os outros títulos. Alguns, inclusive, em k7. Isso, depois do novo álbum do Cólera, com data para o primeiro semestre do ano que vem.

A EAEO Records está no Facebook | Twitter | Instagram

Ouça ou baixe a discografia do Cólera no Bandcamp

Siga o Noisey nas redes: Facebook | Twitter | Instagram