Reportagens

O Rapaz por Trás da “Pepeca do Mal” É um Bom Moço: Entrevistamos o MC Livinho

O funkeiro meninão disse que não curte xana peluda, e explicou qual é a verdadeira pepeca do mal.

Marie Declercq

Marie Declercq


Foto por: Felipe Larozza

Por mais que as expectativas apontem o contrário, o MC Livinho é um moço para ser apresentado para os seus pais. Com apenas 19 anos, Livinho já conta com uma legião de fãs que lotam seus shows proferindo gritos ensurdecedores dignos da última boy band do momento e rendem mais de 4 mil curtidas em média a cada selfie postada pelo cantor.

Por aqui, na tão amada e tão odiada redação do conglomerado VICE, o hit “Pepeca do Mal” foi febre por algumas semanas e até inspirou o nome do meu tumblr. Depois de tudo isso, não tinha como não chegar no rapaz.

Dono de versos que grudam na sua cabeça que nem ideia errada (como “já que não quer dar o cuzinho então desliza no bilau” ou “sarra na pica ai vai menina, vou te tacar um piru”), Livinho é afinado e mostra muita disposição e imaginação para contar uma boa putaria com estilo nos bailes funk. Essa facilidade para compor hits não é sorte: Livinho estudou música e toca violino desde 2003.

Leia o restante da matéria na VICE.