Quantcast
Notícias

Dead Fish chama Globo de golpista em festival promovido por filial da emissora

O governador do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori e o presidente Michel Temer (obviamente) também não escaparam.

Equipe Noisey

Frame do YouTube

Punk que é punk sempre dá um jeito de dar aquela cutucada no sistema econômico e político caso ele seja capitalista. O Dead Fish, que nunca escondeu sua posição política aliada à esquerda, é um exemplo de banda que sempre manteve essa atitude punk remanescente, mesmo (ou principalmente) quando está dentro do sistema.

Mais uma prova disso foi que o vocalista Rodrigo Lima resolveu "testar" o quão (in)satisfeito com o estado atual da democracia brasileira estava o público no show deles no festival Planeta Atlântida, no último sábado (4). No meio de apresentação, ele propôs um "jogo": ele dizia um nome e a plateia tinha que dizer se era golpista ou não. 

"A gente sempre gosta de testar o nível de democracia e de conformidade do nosso público", disse o Rodrigo. "Então eu queria propor uma coisa rápida para vocês: eu falo um nome e vocês dizem de volta 'golpista'. Claro, se vocês acharem que não, vocês dizem que não". Depois disso, ele cita nomes como o do governador do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori, o do presidente Michel Temer e, por fim, o da Organizações Globo. 

Vale notar que o Planeta Atlântida é promovido pela RBS, filial da Rede Globo no Rio Grande do Sul. E o show ainda passou na Multishow. Assista abaixo: