Os natalenses do Talude seguem uma nova direção na faixa "Ruptura"

Primeiro lançamento do quarteto desde seu debut, 'Sorry the Trouble', o single sai pelos selos Cosmoplano Records (RJ) e Sopro Movimento (RN).

|
03 novembro 2016, 2:57pm

​Foto: Rayssa Lima​

Depois do debut Sorry the Trouble (2015), os natalenses do Talude deram uma parada nos lançamentos para fazer uma turnê do disco pelo Sudeste. O quarteto, formado por Vik Romero (vocais e guitarra), João Victor Lima (baixo e vocais), Felipe Beniz (guitarra) e Jônatas Barbalho (bateria), fez shows em sete cidades durante vinte dias pela denominada Sorry The Tour. Segundo Victor, essas apresentações foram elemento fundamental para que a banda começasse a pensar em outras formas de fazer som. 

"Passamos muito tempo juntos, entramos em contato com muitas pessoas e vivências diferentes, vimos o que dava certo no nosso show e o que gostaríamos de melhorar nele....", conta Vik. "Amadurecemos um pouco mais musicalmente como pessoalmente, experimentamos colocar novos elementos (como sintetizadores e samples) em músicas que a gente já tocava antes, de forma que aquilo que tocamos hoje ficou muito diferente do que tocávamos a um ano atrás".

Essa transformação de mentalidade musical foi o que possibilitou a concepção de "Ruptura", single que os natalenses lançam nessa quinta (3), exclusivamente pelo Noisey. O single é um tanto diferente do "natalgaze" que o Talude fez em Sorry the Trouble por dois fatores: os teclados que dão início à faixa e os vocais cantados em português. Sobre a mudança, Vik explica: "Sentimos muita essa necessidade de colocar aquilo que vivemos da maneira que vivemos, sem precisar traduzir ou ter outro idioma como intermédio. Esperamos que quem nos escutar possa sentir mais isso também, mais essa coisa da comunicação direta mesmo."

A faixa é lançada com um clipe que nos ajuda melhor a entender o processo de composição de "Ruptura", que começou no meio do ano: ensaios e experimentações caseiros. A letra, segundo Vik, trata do envolvimento pessoal da Talude com a cena independente brasileira e com a música em geral. E conclui: "Pode falar que o rock é incrível? Coloca aí que o rock é incrível mesmo."

Ouça "Ruptura", que sai pelos selos Cosmoplano Records (RJ) e Sopro Movimento (RN):